Cuida-me! Percepções de pessoas com úlceras de perna sobre as orientações de enfermagem

Maísa Mara Lopes Macedo, Débora Aparecida Silva Souza, Fernanda Moura Lanza, Daniel Nogueira Cortez, Beatriz Amaral Moreira, Rayssa Nogueira Rodrigues

Resumo


O objetivo do estudo foi conhecer a atuação da enfermagem na educação em saúde para o autocuidado de pessoas com úlceras crônicas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada em um município de Minas Gerais, com nove usuários que participaram de um projeto de extensão e pesquisa. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, realizadas nos meses de fevereiro a abril de 2013. As entrevistas foram gravadas e transcritas na íntegra e utilizou-se a Análise de Conteúdo na modalidade temática para análise dos dados.  Os resultados permitiram evidenciar mudanças após a educação em saúde no cotidiano dos participantes por meio das práticas educativas que foram capazes de empoderar os usuários nos cuidados diários, favorecendo a cicatrização e cuidados no pós-alta. As práticas educativas mostram-se como a melhor maneira de conscientizar a pessoa com lesões de continuidade sobre a importância dos cuidados diários com a ferida, seja com a técnica correta do curativo, medicamentos ou alimentação. É um momento singular no qual, indivíduo e profissional de saúde com abordagem integral, humanizada e respaldada em conhecimentos científicos discutem as informações acerca do tratamento da úlcera, possibilitando maior envolvimento dessas pessoas para o próprio cuidado. 


Palavras-chave


Úlcera crônica; Educação em saúde; Cuidados de enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.733

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175