Domínio de idiomas estrangeiros por enfermeiros que atuam em serviços de urgência e emergência

Priscila Games da Costa, Rafael Lima Rodrigues de Carvalho, Mércia Aleide Ribeiro Leite, Allana dos Reis Corrêa

Resumo


O Brasil é sede de dois grandes eventos esportivos internacionais, sendo esperados mais 60 mil turistas de todas as partes do mundo. O profissional de saúde deve estar preparado para atender os pacientes que participam desses eventos, incluisive os estrangeiros. Com isso realizou-se um estudo buscando identificar o domínio de idiomas estrangeiros por enfermeiros atuantes em urgência e emergência. Este é um descritivo realizado com enfermeiros de um curso de Especialização em Trauma. Foi aplicado um questionário contendo questões sociodemográficas e sobre o domínio de idiomas estrangeiros. Trinta e três enfermeiros responderam o questionário, desses 16 (48,0%), declararam ter domínio de algum idioma estrangeiro e apenas 3 (18,7%) possuem conhecimento em nível avançado. Esses dados apontam uma possível dificuldade de comunicação no serviço de emergência a pacientes estrangeiros, dificultando o atendimento dos mesmos, mostrando a necessidade de um maior investimento para capacitação dos profissionais de saúde em línguas estrangeiras.


Palavras-chave


Enfermagem em Emergência; Comunicação em Saúde; Barreiras de comunicação; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v0i0.800

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175