Ações de controle da hanseníase: tecnologias desenvolvidas nos municípios do Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais

Fernanda Moura Lanza, Francisco Carlos Félix Lana, Ana Paula Mendes Carvalho, Raquel Ferraz Lopes Davi

Resumo


O estudo teve como objetivo conhecer a especificidade dos serviços de saúde e quais estratégias são empregadas por esses serviços para fazer frente ao processo de controle da hanseníase como problema de saúde pública. Pesquisa qualitativa, realizada em 15 municípios do Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais. Os sujeitos do estudo foram constituídos por 23 gestores, 21 médicos, 27 enfermeiros e 26 agentes comunitários de saúde. Como técnica para a coleta de dados foi utilizada a entrevista semi-estruturada e essa coleta ocorreu de novembro 2007 a agosto 2009. Para tratamento e análise dos dados foi utilizado a Análise de Conteúdo. Os resultados apontaram que os municípios realizam as ações de controle da doença que são preconizadas pelo Ministério da Saúde. Algumas estratégias para controle da endemia na microrregião foram tecnologias desenvolvidas nos municípios como as reuniões clínicas, capacitação de odontólogos para suspeição diagnóstica, supervisão das ações realizadas na Estratégia de Saúde da Família por equipes compostas por profissionais mais experientes no manejo da hanseníase e a ampliação da definição dos contatos domiciliares. Concluímos que as práticas de saúde em hanseníase na região são tecnologias desenvolvidas dentro do próprio processo de trabalho para fazer frente ao processo de controle da endemia.

 

 

 



Palavras-chave


Hanseníase. Prevenção & controle. Atenção Primária à Saúde

Texto completo:

DOC PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.82

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175