Diagnósticos de enfermagem de idosos cadastrados em estratégias de saúde da familia em um município do interior de Goiás

Roberta Rodrigues Oliveira, Valéria Silva Ribeiro, Gabriella Silva Godoy, Agueda Maria Ruiz Zimmer Cavalcante, Marina Morato Stival, Luciano Ramos Lima

Resumo


Resumo: objetivou-se identificar Diagnósticos de Enfermagem (DE), de acordo com NANDA-I 2009-2011, em idosos cadastrados em Estratégias de Saúde da Família de uma cidade do interior de Goiás. Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem quantitativa. Participaram da pesquisa 150 idosos, acima de 60 anos, cadastrados em Estratégias de Saúde da Família do município de Anápolis, GO. Foram realizadas consultas de enfermagem. Utilizou-se um questionário semiestruturado, com perguntas abertas e fechadas. Identificou-se 28 diferentes DE: Risco de Quedas (84,0%), Dor Crônica (58,0%), Constipação (40,6%), Risco de Solidão (38,6%), Risco de Glicemia Instável (18,0%), Mucosa Oral Prejudicada (17,3%), Mobilidade Física Prejudicada (15,3%), Eliminação urinária prejudicada (12,0%); Deglutição prejudicada (11,3%), Dor aguda (10,6%) e outros com frequência ≥ 10%. Torna-se importante a identificação dos DE para posteriormente implementar intervenções de enfermagem. Desta forma requer do profissional enfermeiro conhecimentos e habilidades específicas acerca do processo de envelhecimento, e dessa maneira pode desenvolver atividades que busquem prevenir complicações da situação em que o idoso se encontra.


Palavras-chave


Diagnóstico de Enfermagem; Idoso; Estratégia de Saúde da Família

Texto completo:

Doc PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.85

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175