Atuação do enfermeiro no cuidado ao recém-nascido: proposta de um novo modelo

Monique Silva Dias, Simone Nascimento Santos Ribeiro, Cynthia Márcia Romano Faria Walt, Laura Alves Cabral

Resumo


Os profissionais de um hospital filantrópico localizado em Belo Horizonte-MG propuseram um novo modelo para a equipe de enfermagem no qual os cuidados de enfermagem aos recém-nascidos no setor de neonatologia, antes realizados por profissionais técnicos, agora vêm sendo realizados por profissionais graduados. O objetivo desta pesquisa foi investigar a atuação do enfermeiro no cuidado ao recém-nascido nas unidades neonatais, diante desse novo modelo de equipe. Trata-se de um estudo transversal e descritivo do qual participaram 53 enfermeiros que atuam na assistência ao recém-nascido na Unidade de Terapia Intensiva e na Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal. Após análise dos resultados, pode-se dizer que a maior parte dos profissionais é de dedicação profissional exclusiva; e apenas uma pequena parte é especialista em neonatologia (18,87%). Destacaram-se a vontade dos profissionais em participar de procedimentos como inserção de Cateter Central de Inserção Periférica (31,88%) e a participação nas discussões de casos com a equipe multiprofissional (15,94%). Grande parte dos profissionais (92,4%) acredita que esse modelo pode melhorar a qualidade da assistência. A literatura é escassa sobre esse tipo de modelo assistencial de enfermagem no Brasil. Esta pesquisa registrou a atuação do profissional enfermeiro nesse novo arranjo de equipe.


Palavras-chave


: Cuidados de Enfermagem; Neonatologia; Equipe de Enfermagem; Recém-Nascido

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.919

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175