Desvelando a experiência de mães de crianças com câncer em uma unidade de cuidados paliativos

Márcia Angélica Dantas Jesuíno da Costa, Glenda Agra, Vinicius Lino de Souza Neto, Bárbara Coeli Oliveira da Silva, Laísi Catharina da Silva Barbalho Braz, Ana Elza Oliveira de Mendonça

Resumo


Objetivo: compreender o cotidiano de mães cuidadoras de crianças com câncer. Metodologia: pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa realizada em uma unidade de cuidados paliativos de um Hospital de Ensino, no Nordeste do Brasil, com 20 mães. Para a seleção das participantes adotou-se os seguintes critérios de inclusão: que tivessem maiores de 18 anos; que estivessem acompanhando seu filho na instituição; Os dados foram coletados por meio de uma entrevista semiestruturada e analisados á partir das bases conceituais do Discurso do Sujeito Coletivo.  Resultados: Os relatos das mães foram categorizados em três tópicos: “Mudanças no cotidiano familiar”, “Mudanças na vida pessoal” e “Restrição na vida social”. As mudanças na vida profissional, familiar e pessoal, foram: o abandono do emprego, o afastamento do lar e de suas funções domésticas, deixando cônjuge e outros filhos à própria sorte, o desprendimento de seus desejos e necessidades pessoais. Conclusão: a vida de mães de crianças com câncer foi marcada por mudanças importantes na rotina familiar, motivadas pela necessidade de dedicar integralmente aos cuidados do filho

Palavras-chave


Mães; Câncer; Criança; Acontecimentos que mudam a vida

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.965

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175