Prática profilática da anemia ferropriva em crianças na estratégia saúde da família

Tarcísio Laerte Gontijo, Valéria Conceição Oliveira, Karen Christine Barroso Lima, Paola Karol Martins Lima

Resumo


Resumo: Objetivo: descrever a prática profilática da anemia por deficiência de ferro em crianças na Estratégia Saúde da Família (ESF). Método: Estudo descritivo de abordagem quantitativa realizado em um município de Minas Gerais. Aplicou-se questionário estruturado a 65 mães/responsáveis pelos cuidados de crianças de seis a dezoito meses de idade. Analisou-se os dados no programa Statístical  Pocckage for the Social Sciences (SPSS®) 17.0. Resultados: dos 65 entrevistados, 58 (89,0%) eram mães. A média de idade das crianças foi 11,2 meses (+/-3,7) e 41 (63,0%) eram acompanhadas na ESF. A maioria recebeu prescrição profilática do sulfato ferroso, das quais 34 (77,0%) utilizavam em gotas. Conclusões: a profilaxia da anemia ferropriva é realizada principalmente com uso da dose diária e indicada predominantemente por enfermeiros, porém, constatou-se que algumas crianças não estavam em uso da mesma. Faz-se necessária revisão desta prática para assegurar a prevenção desse déficit.


Palavras-chave


Anemia ferropriva; Saúde da família; Enfermagem pediátrica; Avaliação de serviços de saúde

Texto completo:

Port Eng


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1204

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175