Visita domiciliar a idosos: características e fatores associados

Gerson Souza Santos, Isabel Cristina Kowal Olm Cunha

Resumo


Objetivo: analisar os fatores associados à visita domiciliar na população idosa e suas características segundo os preceitos da Estratégia Saúde da Família. Método: estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 340 indivíduos com 60 anos ou mais residentes na zona urbana de São Paulo, SP. Resultados: a única variável que apresentou efeito estatisticamente significativo na visita domiciliar foi “passar em consulta médica na UBS” (p-valor = 0,0022). O odds ratio estimado para essa variável foi de 2,369, com intervalo de 95% de confiança. Conclusão: os resultados do presente estudo mostraram que os idosos avaliados eram mulheres na faixa etária de 60 a 69 anos, com baixa escolaridade, renda familiar insuficiente, vivendo sem cônjuge, dependentes do Sistema único de Saúde, havendo presença de doenças crônicas com destaque para hipertensão arterial e incapacidade para desempenho de atividades instrumentais da vida diária. 


Palavras-chave


Atenção primária à saúde; Visita domiciliar; Envelhecimento da população.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1271

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175