Perfil diagnóstico de enfermagem para pessoas com Leishmaniose

Vinicius Lino de Souza Neto, Cristiane da Silva Costa, Isabella Kilia Macedo Silva, Rosangela Vidal de Negreiros, Ellen Caroline paiva de Godoy, Barbara Coeli Oliveira da Silva, Richardson Augusto Rosendo da Silva

Resumo


Objetivo: identificar o perfil diagnóstico de enfermagem para pessoas com Leishmaniose visceral e uma unidade de infectologia. Métodos:estudo transversal, descritivo, com abordagem quantitativa, realizado com 36 pessoas com Leishmaniose Visceral que estavam presentes na unidade de infectologia de um Hospital Universitário, no Nordeste do Brasil. Para a coleta de dados adotou um roteiro de anamnese e exame físico. Os diagnósticos foram construídos processualmente utilizando a CIPE versão 2015. Resultados: foram identificados 57 focos da prática de enfermagem, e elaborado 35 enunciados, validando-se 13 afirmativas de diagnósticos, sendo estes: frequência cardíaca aumentada, eliminação intestinal excessiva, tremor, medo, defecação comprometida, estado de consciência alterado, aceitação do regime terapêutico prejudicado,hipertermia, socialização, exposição à contaminação, sangramento, insônia e o uso de drogas.Conclusão: por fim, nota-se que o perfil diagnóstico direciona as intervenções prioritárias á pessoas com LV.

Palavras-chave


Processos de enfermagem; Cuidados de enfermagem; Doenças transmissíveis; Leishmaniose visceral

Texto completo:

Port Eng


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1381

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175