Percepção de acadêmicos de enfermagem sobre a experiência das práticas de educação em saúde

Rogério Gonçalves da Rocha, Silvonete Alves Araújo, Simone Antunes de Oliveira, Patrick Leonardo Nogueira da Silva, Tadeu Nunes Ferreira

Resumo


Objetivo: compreender o significado da experiência das práticas de educação em saúde na perspectiva do estudante de graduação em enfermagem. Método: trata-se de um estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa, realizado em setembro de 2014. Foram utilizadas entrevistas semiestruturadas com 19 estudantes de enfermagem de instituições de ensino superior de Minas Gerais cujos depoimentos foram gravados e transcritos na íntegra. A análise das informações ocorreu por meio de Análise de Conteúdo. A amostra foi definida por saturação de depoimentos. Resultados: após a leitura e a análise dos depoimentos, foram identificadas as seguintes categorias: “Transmissão de conhecimento e mudança na realidade dos indivíduos”; “Atendendo às necessidades da população por meio do processo de enfermagem”; “Satisfação na experiência prática de educação em saúde: exercendo o conhecimento adquirido”; “Desmotivação dos alunos advinda do desinteresse da população: uma questão de valorização profissional”. Conclusão: o estudante de enfermagem entende a educação em saúde como um processo de aprendizado vivenciado na sua formação acadêmica que posteriormente poderá ser repassado por meio da sua prática no exercício profissional. Há uma necessidade de mudanças metodológicas capazes de formar profissionais com capacidade crítica e, consequentemente, esses irão incentivar usuários a desenvolver os próprios cuidados em saúde. 


Palavras-chave


Enfermagem; Estudantes de enfermagem; Educação em saúde.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1603

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175