História da enfermagem brasileira (1950-2004): o que tem sido discutido na literatura?

Fernanda Batista Oliveira Santos, Fernanda Alves dos Santos Carregal, Rafaela Dias Rodrigues, Rita de Cássia Marques de Cássia Marques

Resumo


Objetivo: Analisar as produções científicas acerca da história e do ensino da enfermagem brasileira referentes ao período de 1950-
2004. Método: Revisão integrativa, em que a amostra final foi constituída por 18 artigos. Resultados: 22,2% dos estudos trabalham
o progresso da educação em enfermagem no Brasil, ressaltando as contribuições das instituições de ensino e suas especificidades
regionais em prol da valorização da identidade profissional e as modificações no ensino da graduação. 50% abordam percurso e
fatores do ensino para o reconhecimento da profissão e a realização de pesquisas para a qualificação profissional. 27,8% discutem
vida associativa na enfermagem, destacando a Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn), sua revista e seus eventos científicos.
Conclusão: Verificam-se modificações na formação do enfermeiro, tendo em vista a conquista de maior cientificidade no ensino,
corroboradas pela ABEn e repercussão dessas modificações na configuração identitária da categoria profissional.

Palavras-chave


Enfermagem; História da enfermagem; Educação em enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v8i0.1876

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175