Identificação de deteriorações físicas e químicas nos instrumentais cirúrgicos após reprocessamentos

Thabata Coaglio Lucas, Mariana Xavier de Souza, Helisamara Mota Guedes, Emerson Vinicios Oliveira Braga, Tatiana Cordeiro Oliveira, Dulce Aparecida Martins

Resumo


Objetivo: identificar as deteriorações físicas e químicas apresentadas nos instrumentais cirúrgicos após reprocessamentos. Método: estudo transversal e quantitativo. Foram analisados 552 instrumentais cirúrgicos, com uso de lupa de aumento de 10 vezes e classificados como deteriorações físicas e químicas Resultados: todos os instrumentais cirúrgicos avaliados apresentaram algum tipo de alteração. Dessas, o maior percentual de danos foi encontrado da seguinte forma: 440 (79,71%) instrumentais cirúrgicos apresentaram manchas; 349 (63,0%) apresentaram perda do filme protetor; 265 (48,07%) apresentaram riscos; 253 (45,83%) apresentaram corrosão. Conclusão: por meio deste estudo foi possível a criação de indicadores de avaliação de qualidade dos instrumentais cirúrgicos, levando a instituição a criar novos espaços de atuação do enfermeiro e aumento de segurança nas cirurgias.

Palavras-chave


Centros cirúrgicos; Recursos materiais em saúde; Esterilização; Enfermagem

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v8i0.1926

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175