Uma experiência de educação em saúde entre acadêmicos de enfermagem e adolescentes do projeto PESCAR

Edilene Aparecida Araújo da Silveira, Jonathas Emanuel de Oliveira Ribeiro, Luiz Alberto de Oliveira, Nagyla Aparecida Silva, Eduardo Henrique de Oliveira Lima

Resumo


Objetivo:Relatar a experiência sobre práticas de educação em saúde com adolescentes. Métodos: foram realizados oito encontros com adolescentes que frequentavam um curso de capacitação para o trabalho. Os encontros foram direcionados para discussão de temas relacionados à saúde. Os fundamentos conceituais que orientaram as atividades foram pautados nos estudos desenvolvidos por Paulo Freire. Resultados: a metodologia baseada na roda de conversa aumentou gradativamente a interação entre educandos e educadores, maior troca de experiências e momentos de reflexão mais frequentes. A aplicação de dinâmica de grupo trouxe dificuldades às discussões realizadas em sala por provocar dispersão entre os adolescentes. As experiências ocorridas no contexto das relações familiares e de amizade propiciaram discussões e reflexões entre os adolescentes, bem como o uso de imagens do cotidiano aumentou o interesse dos educandos pelo tema abordado. Conclusão: o diálogo mediado pelas experiências e pela reflexão proporciona uma ressignificação da experiência. Portanto, os adolescentes podem assumir novas práticas de cuidado com a saúde mais saudáveis e de maneira mais consciente.


Palavras-chave


Adolescente; Educação em saúde; Promoção da saúde

Texto completo:

Port Eng


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1931

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175