Práticas favorecedoras do aleitamento materno ao recém-nascido prematuro internado na unidade de terapia intensiva neonatal

Thaís Amanda de Souza Santos, Érika da Silva Dittz, Patrícia Rodrigues da Costa

Resumo


Este trabalho tem como objetivo conhecer as práticas favorecedoras do aleitamento materno na assistência ao recém-nascido prematuro internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Para elaboração deste artigo realizou-se uma revisão integrativa da literatura de artigos publicados entre 2005 e setembro de 2011, nas bases de dados MEDLINE, LILACS e SCIELO, utilizando os descritores Prematuro; Aleitamento Materno; Unidades de Terapia Intensiva Neonatal. Foram selecionados 7 artigos que atendiam os critérios de inclusão. A análise destes revelou que o leite materno é a alimentação mais indicada para o recém-nascido prematuro. Pode-se concluir que práticas como o método mãe canguru, a ordenha mamária, as técnicas de relaxamento, a acupuntura e a utilização de galactogogos têm um impacto positivo sobre a amamentação de recém-nascidos prematuros. Por outro lado, algumas práticas apresentadas ainda não têm confirmada a sua eficácia. Recomenda-se assim a ampliação de estudos que enfoquem esse tema, de modo a contribuir para a prática da amamentação.

Palavras-chave


Prematuro; Aleitamento materno; Unidade de terapia intensiva neonatal; Método Mãe-Canguru

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.220

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175