Sentimentos da pessoa em hemodiálise: percepção da equipe de enfermagem

Anna Maria Oliveira Salimena, Yule Caroline Nunes Costa, Thaís Vasconselos Amorim, Rafael Carlos Macedo Souza

Resumo


Objetivo: Conhecer a percepção da equipe de enfermagem sobre os aspectos emocionais da pessoa em hemodiálise. Método: Pesquisa de natureza qualitativa com 22 participantes da Equipe de Enfermagem de uma clínica situada na Zona da Mata Mineira/MG que atende pessoas portadoras de Insuficiência Renal Crônica com terapêutica renal substitutiva, que nos meses de outubro e novembro de 2016 realizaram seus depoimentos por meio de entrevista aberta. Resultados: Da análise compreensiva emergiram as Unidades de Significação: Sentimentos negativos relacionados ao tratamento que interferem no convívio com os profissionais; Sentimentos positivos relacionados ao tratamento; e Ambiente familiar, vínculo e confiança entre a equipe de saúde e os pacientes. Evidenciou-se que a demanda de cuidados transcende as técnicas focadas apenas na doença existente. Conclusão: Considera-se que a compreensão da Equipe de Enfermagem sobre os sentimentos expressos tende a colaborar na qualidade de vida das pessoas em hemodiálise e na realização do tratamento humanizado focado na integralidade da assistência prestada pela Equipe de Enfermagem.

Palavras-chave


Insuficiência renal; Diálise renal; Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v8i0.2578

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175