Perfil dos atendimentos a pacientes oncológicos em uma unidade de pronto atendimento

Marcela Moysés Gonçalves, Natália de Almeida Barbosa Guedes, Selme Silqueira de Matos, Sabrina Daros Tiensoli, Giovana Paula Resende Simino, Allana dos Reis Corrêa

Resumo


Objetivo: descrever o perfil dos atendimentos realizados a pacientes oncológicos admitidos na unidade de pronto atendimento de um hospital de grande porte. Métodos: estudo descritivo, quantitativo que avaliou 315 prontuários de pacientes oncológicos, com idade maior ou igual a 18 anos, submetidos a classificação de risco em um pronto atendimento. Os dados foram coletados em prontuários eletrônicos e submetidos à análise estatística descritiva. Resultados: predominou o sexo feminino (55,9%), mediana da idade de 62 anos e o câncer de mama feminino foi o tipo de câncer mais frequente (20,9%). A queixa principal foi dor (36,2%), a maioria dos pacientes foi classificada como pouco urgente/verde (54%), seguido de urgente/amarelo (41,6%). A conduta mais frequente foi a administração de medicamentos (64,1%) e 70,9% recebeu alta para o domicílio. Conclusão: observou-se a necessidade de investimentos em tratamentos alternativos para o manejo da dor em pacientes oncológicos e melhorias nos registros dos prontuários visando uma avaliação mais precisa e eficaz dos atendimentos.

Palavras-chave


Oncologia; Serviços médicos de emergência; Emergências; Triagem; Enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v8i0.2595

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175