Saúde da criança na atenção primária: evolução das políticas brasileiras e a atuação do enfermeiro

Isabella Duarte Branquinho, Fernanda Moura Lanza

Resumo


Objetivos: Descrever o processo de construção histórica das políticas de atenção à saúde da criança no Brasil, a participação da
enfermagem nesse processo e os avanços e desafios atuais para a atenção primária à saúde. Método: Trata-se de um artigo de
reflexão teórica. Resultados: A atenção à saúde da criança no Brasil passou por um extenso processo de evolução e qualificação no
âmbito das políticas públicas, o que resultou em avanços na redução da mortalidade infantil e da desnutrição e na ampliação da
cobertura vacinal. Os atuais desafios – a mortalidade neonatal e a obesidade – estão elencados na atual diretriz programática
brasileira e também nos objetivos do Desenvolvimento Sustentável. O enfermeiro destacou-se como um profissional com
participação efetiva e fundamental na atenção à saúde da criança, mesmo antes da consolidação do SUS e da promulgação da lei
do exercício profissional. Conclusão: Para superar as lacunas entre as diretrizes programáticas e a capilaridade dessas políticas na
realidade dos serviços de saúde, torna-se necessária a consolidação da presença e extensão dos atributos da APS nos serviços de
saúde brasileiros.

Palavras-chave


Saúde da criança; Atenção primária a saúde; Políticas públicas; Enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v8i0.2753

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175