Recursos humanos e materiais no pré-natal: valores úteis para a garantia da humanização do cuidado às gestantes

Luana Asturiano da Silva, Valdecyr Herdy Alves, Diego Pereira Rodrigues, Márcia Vieira dos Santos, Juliana Vidal Vieira Guerra, Giovanna Rosário Soanno Marchiori

Resumo


Objetivo: Compreender os valores intuídos nos discursos dos profissionais da saúde sobre a infraestrutura necessária para a assistência pré-natal na rede de atenção básica do município de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. Métodos: Estudo fenomenológico no campo da Teoria dos Valores Max Scheler. Para coleta de dados foi utilizada entrevista semiestruturada individual, sendo entrevistados quatorze (14) profissionais de saúde (médicos e enfermeiros) que participavam do acompanhamento pré-natal em quatro unidades básicas de saúde no município de Niterói. As entrevistas foram transcritas e submetidas à análise de conteúdo na modalidade temática. Resultados: A falta de recursos humanos e materiais necessários ao cuidado pré-natal foram problemas que emergiram das falas dos profissionais participantes do estudo, sendo estes identificados como valores úteis no campo da garantia do pré-natal qualificado e necessários para a segurança da gestante. Conclusão: Para obter uma assistência pré-natal de qualidade, a oferta de recursos humanos e o acesso a recursos materiais se fazem necessários, pois são fatores fundamentais para o atendimento integral e humanizado das gestantes.

Palavras-chave


Saúde da mulher; Cuidado pré-natal; Valores sociais; Recursos humanos em saúde.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v8i0.2831

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175