Prevenção do consumo de bebida alcoólica durante a gestação: atuação de enfermeiras no pré-natal

Tharine Louise Gonçalves Caires, Rosângela da Silva Santos, Liliane da Consolação Campos Ribeiro

Resumo


Objetivo: compreender a atuação de enfermeiras, em consultas de pré natal, no que tange à prevenção do consumo de bebida alcoólica por gestantes. Método: trata-se de uma pesquisa qualitativa, que utilizou o método Narrativa de Vida. Os dados foram coletados por meio de entrevista aberta e gravada com enfermeiras responsáveis por equipes de saúde. Resultados: os resultados apontaram que as mulheres omitem o consumo de álcool, em consultas de pré-natal, e as enfermeiras entrevistadas não possuem estratégias capazes de detectar esse consumo. Não tiveram formação profissional, para esse atendimento e concordam que beber socialmente não acarreta prejuízos à gestante e ao feto. O consumo de bebidas alcoólicas pelas gestantes está subdiagnosticado por profissionais que atuam no serviço de pré-natal e, quando diagnosticado, não é registrado nos prontuários. Conclusão: o estudo contribuiu, para ampliar a discussão sobre a importância da prevenção do consumo de álcool por gestantes, durante a consulta de pré-natal realizada pelas enfermeiras, a necessidade de instrumentalizá-las sobre esta temática, durante a sua formação profissional e, para incentivar o desenvolvimento de pesquisas nessa área, de modo a melhor subsidiar a atuação dos profissionais de saúde junto às gestantes.

Palavras-chave


Gestantes; Alcoolismo; Enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v9i0.2938

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175