Reflexões sobre distanciamento, isolamento social e quarentena como medidas preventivas da COVID-19

Joana Angélica Andrade Dias, Mauricio Fagner Santos Lima Dias, Zulmerinda Meira Oliveira, Livia Maria Andrade de Freitas, Nilton Cesar Nogueira Santos, Maria da Conceição Andrade Freitas

Resumo


Objetivo: Refletir sobre distanciamento, isolamento social e quarentena como medidas de prevenção da infecção em massa pelo SARSCoV-2, vírus responsável pela COVID-19. Métodos: Ensaio teórico reflexivo, embasado em ideias de estudiosos do tema, mediante levantamento bibliográfico no Google Acadêmico, na PUBMED/MEDLINE, em site oficial e jornais online, selecionados a partir das palavras-chave “COVID-19”, “distanciamento social”, “isolamento social”, “quarentena” e suas combinações. Resultados e Discussão: Distanciamento, isolamento social e quarentena são medidas preventivas de extrema importância para a redução da velocidade e a disseminação da infecção entre indivíduos. Além de frear a mortalidade causada pela doença, envolvem aspectos de natureza emocional, psicológica, biológica, social, cultural, política e espiritual. Requer utilização de estratégias de enfrentamento, como mudanças no estilo de vida, manter boas relações interpessoais online, afastar-se do excesso de informações sobre a doença, realizar atividades de lazer, exercer a solidariedade, entre outros. Conclusão: Embora essas medidas preventivas acarretem prejuízos à economia mundial, às relações governamentais e de trabalho, mostram-se como grande oportunidade de a sociedade vir a ter uma melhor compreensão da vida em coletividade, dos estados ressignificarem as suas práticas e, ainda, das pessoas reavaliarem o que é mesmo importante em suas vidas.

Palavras-chave


Isolamento social; Infecções por Coronavírus; Pandemias; Prevenção de Doenças; Quarentena.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v10i0.3795

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175