Tecendo a educação permanente em saúde no contexto hospitalar: relato de experiência

Edlamar Kátia Adamy, Denise Antunes de Azambuja Zocche, Carine Vendruscolo, Fernanda Karla Metelski, Carla Argenta, Jussara dos Santos Valentini

Resumo


Objetivo: objetiva-se relatar e provocar reflexões sobre a experiência desenvolvida junto ao programa de extensão de um curso de graduação em Enfermagem e sua inserção em um serviço de educação permanente em saúde hospitalar da região Oeste de Santa Catarina, Brasil. Método: para tecer essas reflexões, fundamentou-se nos pressupostos da política nacional de educação permanente em saúde, do Ministério da Saúde, Brasil. Com o propósito de qualificação das unidades hospitalares, foram propostas três ações educativas: implementação do programa nacional de segurança do paciente; implantação e implementação do processo de enfermagem e capacitação dos trabalhadores para o desenvolvimento de boas práticas de enfermagem. Resultados: os princípios da política nacional de educação permanente em saúde vêm contribuindo como ferramentas no processo de trabalho, e as mudanças institucionais desenvolvem-se a partir das ações desse programa. Conclusão: apesar de a aproximação entre ensinoserviço potencializar a autonomia dos profissionais de saúde, alguns desafios são recorrentes, como a rotatividade de funcionários nos setores e a infraestrutura adequada para o desenvolvimento de atividades.

Palavras-chave


Educação continuada; Educação em enfermagem; Desenvolvimento de pessoal.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v8i0.1924

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175