As interfaces das vivências da primeira experiência de mães adolescentes e adultas

Angélica Zanettini, Jeane Barros de Souza, Denise Moser Aguiar

Resumo


Objetivo: compreender os significados da maternidade para as mães adolescentes e adultas, primíparas, desvelando sua rede de apoio na vivência desta experiência. Método: trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, de abordagem qualitativa, com participação de 11 mães primíparas, sendo cinco, adolescentes de 10 e 19 anos e seis, adultas de 20 aos 40 anos. Para a coleta dos dados, foi utilizado um roteiro com questões semiestruturadas, segundo o conteúdo Bardin, 2011, para organização e análise dos dados. Resultados: percebeu-se que a maternidade gerou modificações no viver das mães como: alterações físicas e no seu cotidiano e de sua família com a chegada do bebê. A rede de apoio mostrou-se essencial pelo amparo e consolo nas dificuldades a serem enfrentadas. Conclusão: para as mães analisadas, o significado da maternidade refere-se ao cuidado, ao carinho e ao apego pelo(a) filho(a); e os principais desafios da maternidade são os cuidados demandados com a criança, cujas dificuldades são amenizadas pela rede de apoio, que tem uma função muito importante, desde níveis emocionais a financeiros, na vivência da primeira experiência de ser mãe.

Palavras-chave


Gravidez; Maternidade; Saúde da mulher.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1987

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175