Vivência de profissionais de enfermagem no respeito aos direitos humanos nas relações de cuidado

Tyciana Paolilo Borges, Karla Ferraz dos Anjos, Mariana Oliveira Antunes Ferraz, Joise Magarão Queiroz Silva, Darci de Oliveira Santa Rosa, Carlito Lopes Nascimento Sobrinho

Resumo


Objetivo: Compreender como as profissionais de enfermagem vivenciam o respeito aos direitos humanos nas relações de cuidado. Método: Estudo fenomenológico, realizado com 11 profissionais de enfermagem que atuavam em um serviço de emergência. A coleta de dados ocorreu, por meio de entrevista, com análise a partir da configuração triádica humanístico-existencial-personalista. Resultados: o respeito aos direitos humanos nas relações de cuidado, vivenciado por profissionais de enfermagem, em unidade de emergência, foi descrito no acolhimento ao usuário, respeito, diálogo, cuidado integral, esforços para a garantia dos direitos, limites do cuidado e preconceitos nas relações. Conclusão: Desvelou-se a prática social das profissionais de enfermagem que atuavam em unidade de urgência, a partir de um fazer cotidiano, com respeito aos direitos humanos na busca da integralidade do cuidado aos usuários do serviço, mesmo ante os limites institucionais e inadequações estruturais e organizacionais do serviço.

Palavras-chave


Cuidados de Enfermagem; Equipe de Enfermagem; Direitos Humanos; Emergências.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v10i0.4052

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175